Post this

Vendidas

A marca de moda praia Rosa Chá, da Marisol, agora pertence ao grupo Restoque, conglomerado brasileiro de moda que detém grifes como Le Lis Blanc, Bo.Bô, John John, Noir, e Le Lis Blanc Beauté. Segundo o comunicado divulgado nesta quarta-feira (11.07): “A marca é complementar às marcas atualmente detidas pela companhia”. O valor da aquisição equivale a R$ 10 milhões.
Inaugurada por Amir Slama nos anos 90, a label se firmou com a proposta de um beachwear mais luxuoso. Em busca de novos investimentos, Slama se associou à Marisol, tradicional companhia de confecção brasileira. Além do renome nacional, a Rosa Chá ganhou boa reputação no mercado externo e chegou a participar de algumas edições semana de moda de Nova York. Depois de uma sequência de impasses sobre os rumos da empresa, entretanto, o estilista se desligou completamente da marca em 2009.
No mesmo ano, em uma tentativa de reestruturação, Alexandre Herchcovitch assumiu a direção criativa, ampliando o portfólio de produtos para além da moda praia. A parceria durou apenas duas coleções. O último desfile da Rosa Chá no São Paulo Fashion Week aconteceu na edição do verão 2011. De lá para cá, também diminuíram o número de lojas e a marca perdeu força de mercado.
A novidade da compra promete novos rumos para a grife. Segundo o Restoque, a nova operação deve trazer a marca de volta às prateleiras em 2013 com  pontos de vendas próprios e vendas em multimarcas. “Vemos um bom potencial para abertura de lojas em todo Brasil. O cronograma e planejamento de abertura dependerão de estudos de mercado e discussões internas específicas, sendo oportunamente informados ao mercado.”

Outra brand que parece ter sido vendida é a Valentino. Uma onda de especulações sobre a possível venda tomou conta dos bastidores da indústria da moda nos últimos dias. Depois de a marca italiana negar qualquer negociação, na manhã desta quinta-feira (12.07), a compra foi confirmada em nota oficial pelo Mayhoola, grupo árabe de investimentos controlado pela família real do Qatar.

Segundo o portal WWD, o valor da compra é estimado em US$ 858 milhões, cerca de R$ 1,75 bilhão.  Para o CEO da Valentino, Stefano Sassi, a nova parceria vai elevar a grife ao seu potencial máximo de mercado.

Essa não é a primeira aposta do Mayhoola no setor de moda. O grupo já é investidor do conglomerado de luxo LVMH, da tradicional loja de departamentos Harrods e da joalheria Tiffany & Co. Recentemente, também comprou a licença da M Missoni, segunda marca da Missoni.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s