Take the trend

Joss Stone

Estilo Hippie Chic

Joscelyn Eve Stoker é o nome de nascimento para Joss Stone, apelidada de Jossie pelos íntimos. Nascida em 11 de abril de 1987, em Dover, Inglaterra, a cantora cresceu ouvindo nomes do soul como Aretha Franklin e Donna Summer e se encantou desde cedo pelo estilo musical. Com 25 anos e milhões de álbuns vendidos, a cantora inglesa Joss Stone é a prova de que você não precisa apostar em dezenas de tendências para ser uma diva cheia de estilo. Tanto nos looks quanto no vozeirão, Joss demonstra ter personalidade forte e muita autenticidade. Ela sempre aparece bem vestida e os outfits atraem atenção por serem sempre boho chic com algum detalhe que deixa o look especial e com a cara dela. E, mesmo sendo ícone de estilo, dificilmente vamos ver Joss Stone usando open boots de spikes, jaqueta perfecto, jeans skinny com lavagem ácida ou qualquer item da moda que, dizem por aí, todo mundo tem que ter.

O primeiro disco veio aos 16 anos, e dai não parou mais. Joss se caracteriza pelo jeito simples de ser e levar a vida. Supersimpática, ela põe em suas músicas muito sentimento falando de amor e relacionamentos. A cantora também tem trabalhos como atriz no cinema e na tv mas é na música o seu mundo.

Bem servida por músicos graúdos, Joss Stone tem tranquilidade para cantar e rir durante o show. E faz as duas coisas com graciosidade. Em sua quinta visita ao Brasil, ela abriu a turnê pelo país neste domingo (11), em São Paulo – mesma noite em que a estrela pop Lady Gaga se apresentava na cidade, no estádio do Morumbi. A coincidência de datas importa apenas como registro. Joss atraiu um público talvez menos caricato que os “pequenos monstrinhos” de Gaga, mas tão fiel e devoto quanto. Não faltaram moças com um figurino (não declaradamente) inspirado no visual hippie da inglesa.

A cantora Joss Stone abre em São Paulo neste domingo a série de quatro shows que faz no Brasil em novembro de 2012 (Foto: Flavio Moraes/G1)
Os homens, em sua maioria acompanhados das namoradas, deixaram a posição de escolta e participaram ativamente do espetáculo. Os hits da soul music interpretados por Joss atraíram um público diverso, sem recortes de idade e gênero.

Ela subiu ao palco às 20h36 com “For God´s sake”, cover presente em seu novo álbum, “The soul sessions volume 2”. À vontade em solo brasileiro, ela dança, conversa com os músicos, balança os cabelos e usa as camadas de seu longo vestido azul e lilás para sugerir malemolência. Joss não tem o gingado baiano, mas sabe usar seus atributos para requebrar. E cativa rapidamente.

As músicas do recente trabalho, entretanto, não impediram que ela revisitasse o repertório antigo. Os ótimos medleys de “Tell me what we`re gonna do now” e “Put your hands on me” foram aclamados pela plateia. Assim como ocorreu no Rock in Rio 2011, Joss incorporou ao set list os pedidos dos fãs. Cantou “Karma”, canção não programada para noite. “Se tocarmos, vai ser ‘meio merda’ porque não estamos preparados. Mas vamos fazer porque vocês pediram”, disse, levando as mãos à boca em sinal de autorrepreensão por ter deixado escapar um palavrão.

“Jet lag”, canção composta pela artista aos 14 anos, “Super duper lover”, “You had me”, incansáveis sucessos, são obviamente entoados pelo público. Joss arrisca uma postura sensual, mas não se desprende da meiguice. Recolhe todos os presentes que foram atirados ao palco – dentre eles, um boné que ela coloca na cabeça, mas retira por “não combinar com o figurino da ocasião”.

A cantora Joss Stone revelou predileção pelos brasileiros e disse que aqui é o lugar preferido para cantar. Quem não concorda?

Os looks da cantora
No começo de carreira, o estilo era mais largadão, com roupas “hippongas”. Com o tempo, Joss sofisticou a visual e passou a frequentar festas do mundo da moda e belezaEla tem um estilo mais à vontade, algo próximo do que nossas mães chamariam de “riponga”, mas nós preferimos chamar de “influências étnicas”. Saias longas, degradê, calças com barra mais soltinha e muitos, muitos, muitos vestidos povoam o closet de Joss (não que a gente já tenha entrado lá, mas ficamos imaginando..). A influência étnica fica por conta das cores fortes, dos contrastes, dos acessórios com pedraria e metal trabalhado e de tudo que tem aquela cara meio africana incrível.

Para seguir o estilo da Joss, pode apostar nos vestidos longos, mesmo que você seja baixinha. Se não tiverem listras muito espaçadas ou algum detalhe que corte a silhueta, ele ajuda a alongar, pois faz com que o olhar alheio percorra seu corpo sem interrupções. Dessa maneira, você fica parecendo mais longilínea. As calças mais soltinhas no tornozelo ajudam quem tem quadril largo e quer suavizar, pois deixam a silhueta mais equilibrada.

As cores vibrantes e contrastantes são ótimas para dar vivacidade a quem já tem algum contraste natural, como pele bem clara e cabelos escuros. Mas há quem fique bem com cores quentes e quem fique melhor com cores frias. Para ter uma ideia de quais são melhores para o seu caso, coloque peças de diferentes cores quentes e frias perto do rosto e preste atenção em quais delas deixam você pálida e quais fazem você parecer uma pessoa mais feliz e contente. Faz algum sentido? Se não faz, tente descobrir prestando atenção nas suas olheiras.

Os acessórios
Os acessórios da Joss são sempre um show à parte. Colares longos com pedrarias ou metal trabalhado, várias pulseiras e brincos enormes têm tudo a ver com ela. E de vez em quando ela ainda coloca uma gérbera no cabelo para ficar bem anos 70! Se quiser se jogar nos acessórios, cuidado para não extrapolar. Coco Chanel já dizia que “elegância é recusar”, portanto, quando os brincões, os colares longos e as pulseiras estiverem gritando “Me escolhe! Me escolhe!” ao mesmo tempo, não use todos juntos, senão eles vão brigar. Se o colar é grande, é melhor que os brincos sejam discretos.

Os cabelos
E os cabelos encaracolados, volumosos e esvoaçantes? Joss Stone é praticamente um manifesto capilar para todo mundo jogar a chapinha e a escova definitiva no rio. Mas não façamos isso porque não é ecológico! Melhor se contentar em usar muito mousse, bobs e um pouco de baby-liss (um pouco!) para fazer aquelas ondas, ou, caso seu cabelo já seja cacheado, só um relaxamento para abrir e soltar os cachos.

Quem são as adeptas do mesmo estilo?

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s